Auditoria – CRA

Auditoria – CRA ou Compliance Risk Assessment. A primeira e mais importante auditoria – CRA em gestão de riscos de corrupção, pois desde a constituição de sua empresa você está exposto a tal risco.

Assim, toda e qualquer demanda que exija relacionar-se com Administração Pública é um fator de risco para a corrupção.

Portanto, uma Auditoria – CRA que combate as fraudes e a corrupção é a primeira e mais importante.

Já a segunda em grau de importância é a Auditoria – CRA trabalhista e previdenciária com foco no eSocial.

Porquanto, a auditoria externa, ou seja, independente do setor de Compliance da empresa é a mais recomendada devido à isenção.

Uma vez que, o auditor independente não está envolvido com o cotidiano e vícios da empresa.

Contudo, é praticamente impossível ter um Programa de Compliance ou Integridade sem realizar a auditoria – CRA.

Assim, no post desta semana vamos esmiuçar a Auditoria trabalhista e previdenciária com foco no eSocial, e combate as fraudes e a corrupção. O que é? Para que serve? Quais suas vantagens? O passo a passo desta auditoria? A auditoria no programa de compliance?

De modo, que a Auditoria – CRA é o exame analítico e sistemático do contexto e das rotinas empresariais conforme o setor de atuação que esteja inserida a empresa.

Enfim, consiste na análise dos riscos que envolve os negócios de sua empresa.

Portanto, identificar os riscos dos negócios e apresentar um plano de ação para sanar ou diminuir estes riscos.

Os leitores devem ainda conferir no Blog Na Era do eSocial – Entrevista com Zenaide Carvalho que traz informações e dicas interessantes a respeito do eSocial para as empresas.

Quais as vantagens de uma Auditoria – CRA?

O impacto financeiro de não praticar o compliance em sua empresa pode ser um simples pagamento de multa, que não ultrapassa mais que 1 mil reais.

Até mesmo, o fechamento de empresa por ela não tem fôlego econômico para suportar o impacto de uma multa milionária.

Enfim, as vantagens de uma auditoria – CRA são:

  1. Ajudar nos resultados da empresa;
  2. Contribuir para a imagem da empresa;
  3. Melhorar as regras de governança agregando valor aos acionistas;
  4. Reduzir despesas desnecessárias;
  5. Ainda reduzir reclamatórias trabalhistas;
  6. Identificar recuperação de tributos;
  7. Logo combater e sanar fraudes ou corrupção interna nas empresas;
  8. Sanar as autuações e multas.

Estas são as principais e mais importantes vantagens de uma auditoria – CRA trabalhista e previdenciária com foco no eSocial, e de combate a fraudes e a corrupção.

Por fim, objetiva mitigar o impacto econômico que posturas ilícitas e antiéticas podem ocasionar, além de identificar a criminalidade dentro das empresas.

Demissão por exposição a riscos

Nesta última semana, a revista Exame noticiou que a empresa de Energia demitiu por justa causa um funcionário que expôs a empresa a riscos de compliance.

Desta maneira, riscos que atingem diretamente a empresa devem ser identificados e combatidos.

Sendo que, a Lei estabelece ser de responsabilidade das empresas reparar os atos cometidos por seus funcionários, quando no exercício da sua função.

Por este motivo ter um programa de compliance robusto e efetivo faz toda a diferença.

Para tanto, deve ser feito obrigatoriamente a análise de riscos, através da Auditoria – CRA, antes de elaborar um Programa de Compliance ou Integridade.

Caso contrário, o risco de comprometer e fracassar no Programa de Integridade é muito grande.

Auditoria – CRA e seus 2 primeiros passos

1.º passo é conhecer o modelo de negócio da empresa e seus respectivos riscos.

Pois, os riscos de conformidade são diferentes de empresa para empresa condizente com seu ramo de atuação.

Assim, neste primeiro passo é importante: saber como a empresa funciona; qual seu modelo de negócio; como a empresa ganha dinheiro; quais os riscos por áreas dentro da empresa.

Bem como, qual a cultura; história; liderança; atividade operacional; o perfil dos colaboradores, clientes e fornecedores desta empresa, entre outros pontos importantes.

2.º passo é construir quando não houver, verificar e adequar os POPs (Procedimentos Operacionais Padrão) da empresa.

Portanto, identificar se está em conformidade com a legislação específica peculiar desta empresa.

Visto que verificar se são efetivas para mitigar os riscos de compliance que a empresa está submetida.

A saber que, todo o processo de Auditoria – CRA tem duração em média de 1 mês e meio, ou 6 semanas.

Por fim, neste segundo passo, 50% do trabalho já está todo realizado.

Auditoria – CRA e seus passos seguintes

3.º passo é a verificação documental do RH e financeiro da empresa.

Em resumo, neste passo é realizado toda a análise documental da empresa para extrair os dados que comporão o relatório final.

4.º passo é a categorização dos riscos

Em seguida, é importante dividir os riscos em baixo, médio, alto, para identificar as prioridades que devem ser resolvidas primeiros.

Então é selecionado aquilo que pode e deve ser mantido e o que pode ser eliminado.

Por fim, o 5.º passo e último passo é sintetizar tudo num relatório de avaliação de riscos.

Contudo, o relatório deve conter, todos os dados levantados, apresentação dos riscos e suas respectivas soluções.

Bem como é exposto neste relatório as vantagens econômicas que advirão com as mudanças nas empresas.

Auditoria – CRA no Programa de Compliance

Em suma, a auditoria deve ser capaz de confrontar a realidade empresarial com a normativa de seu código de conduta, políticas internas e legislação externa.

De modo, que todo o desvio de conformidade deve ser destacado em relatório com sua respectiva recomendação para a correção.

Ainda, um plano de ação com prazo para as correções serem executadas.

Tão importante quanto relatar desconformidades é apontar controles e procedimentos que podem ser aperfeiçoados por sugestão.

Enfim, é fácil perceber a importância da auditória – CRA para a empresa e seu futuro Programa de Compliance.

Afinal, a relação da auditoria com o Compliance não termina só na identificação de riscos.

Como também no planejamento, implantação, e monitoramento do Programa de Compliance, de tempos em tempos para garantir sua robustez e efetividade.

Para saber mais a respeito do Compliance Trabalhista e Previdenciário baixe o e-book.

Ainda no 1.º passo para conseguir identificar os riscos são necessários não só fazer entrevistas, analisar documentos, ter acesso a auditorias anteriores.

Também manter contato com o setor de auditoria interna se houver, conhecer o POP – Procedimentos Operacionais de Padrão (políticas; procedimentos e instruções) desta empresa.

Assim, saber e conhecer a legislação peculiar desta empresa faz toda a diferença.

Conclusão

Em síntese, o mapeamento e gestão dos riscos de integridade são suficientes para expor as vulnerabilidades da empresa, sendo possível somente com a Auditoria – CRA.

Portanto, a Auditoria – CRA trabalhista e previdenciária com foco no eSocial, e de combate a fraudes a corrupção não pode ser dispensada.

Enfim, a Auditoria – CRA ajuda a localizar pontos a serem melhorados e assim demonstrar oportunidades para o crescimento da empresa. Evitar a criminalidade.

Atenção: post exclusivamente informativo e não nos responsabilizamos por atos e interpretação de terceiros.

Aproveita para curtir este post, compartilha com os amigos, acompanhe no Instagram @alinefonsecaadvocacia, se  inscreva aqui no Blog e receba novos conteúdos semanalmente.

Deixe uma resposta