Como evitar despesas com a rotatividade de pessoal na fazenda

Como evitar despesas com a rotatividade de pessoal na fazenda?

O entra e sai de trabalhadores é uma dor de cabeça muito comum hoje em dia.

Ademais, as despesas com rotatividade de pessoal na fazenda impactam de forma negativa no rendimento financeiro da fazenda.

Bem, eu sei por que eu passava por isso todos os dias. Entretanto, hoje vou te apresentar soluções para resolver esse entra e sai de funcionário na sua fazenda.

Na verdade, o fazendeiro deve compreender:

  • O impacto jurídico da rotatividade de pessoal
  • Causas da rotatividade de pessoal na fazenda
  • As desvantagens da rotatividade de pessoal
  • Como evitar despesas com a rotatividade de pessoal na fazenda
  • Conclusão

Não só para ser possível identificar como evitar a rotatividade de pessoal, mas também, evitar despesas desnecessárias.

Neste contexto, a alta rotatividade indica problemas como: má administração; ambiente de trabalho hostil, falta de suporte; remuneração inferior à média e baixa motivação profissional.

Por outro lado, fazenda com uma boa lucratividade pagam aos seus funcionários remuneração acima da média.

Nesse ínterim, demostram que tem preocupação em reter seus funcionários evitando a alta rotatividade.

Pois, sabem que as despesas de contratação, adaptação e treinamento para um novo funcionário, todos os dias é um custo muito alto.

O impacto jurídico da rotatividade de pessoal

O impacto jurídico da rotatividade de pessoal é negativo e dispendioso.

Desde um simples pedido de demissão por insatisfação do funcionário, sem maiores consequências.

Assim como, uma multa milionária da fiscalização trabalhista.

Até um processo trabalhista com multa, indenização e despesas milionárias.

Enfim, tudo é possível, se você não respeitar os direitos trabalhistas, previdenciários, de saúde e segurança na sua fazenda.

Importante frisar um caso real, o qual aconteceu no Maranhão.

Em vista disso, o Ministério Público do Trabalho do Maranhão acionou na justiça uma indústria de celulose, bem como, suas empresas parceiras de negócios.

Nesta ação foi pedido uma indenização por danos morais coletivos de 50 milhões de reais, ainda uma série de outras ações em saúde e segurança no ambiente de trabalho.

Confere a matéria com o caso aqui.

Assim também, um grande e renomado frigorífico brasileiro foi condenado por irregularidades no combate a covid-19.

Pois, não afastava os funcionários doente e nem respeitava o distanciamento na linha de produção.

Portanto, tal frigorífico foi condenado a pagar uma indenização de dano moral coletivo no valor de 20 milhões de reais.

Confere a matéria com o caso aqui.

Por fim, o último caso, este mesmo frigorífico foi condenado a pagar uma indenização de 20 mil reais a uma funcionária contaminada no ambiente de trabalho pelo coronavírus.

Dessa forma, o juiz concluiu que a contaminação da funcionária se deu por conduta negligente do frigorífico.

Confere a matéria com o caso aqui.

Você fazendeiro se sentiria bem trabalhando num ambiente tão prejudicial e sem segurança, como os citados acima?

A rotatividade de pessoal nestas condições é elevadíssima.

Causas da rotatividade de pessoal na fazenda

A seguir, os motivos os quais levam ao entra e sai de funcionários na fazenda:

  • Erro ao anunciar a vaga;
  • Falta de Feedback;
  • Ausência de plano de cargos e salários;
  • Ambiente de trabalho hostil;
  • Má liderança;
  • Falta de lazer.

Inclusive a falta de lazer é uma reclamação muito recorrente no meio rural.

Pois, o trabalhador por vezes fica muito tempo na fazenda imerso no trabalho, sem qualquer opção de distração.

Como alternativa a fazenda pode oferecer um pequeno campo de futebol, ou disponibilizar jogos de tabuleiro, dominó, até mesmo baralho.

Por vezes, fazer gincanas e competições. Isso porque cria um clima amistoso e aproxima os funcionários, entre si e com o fazendeiro.

As desvantagens da rotatividade de pessoal

Quando o trabalhador se sente forçado a sair é o fazendeiro que arca com todas as despesas.

Não só lidar com o impacto negativo na equipe, mas também, nos clientes. A seguir as desvantagens:

  • Alta despesa com demissão;
  • Queda do engajamento e produtividade devido à alta carga de trabalho, dos funcionários que ficaram na fazenda;
  • Despesas com nova admissão, integração e treinamento;
  • Recuperar o péssimo clima que fica no ambiente da fazenda, causada pela desmotivação;
  • O impacto negativo que reflete nos clientes, ou seja, na sociedade.

Visto que a alta rotatividade afeta a imagem e reputação da fazenda.

Já que sua fazenda acaba conhecida na região, como um péssimo local para se trabalhar.

Ainda, espanta interessados em trabalhar na sua fazenda.

Pois, com uma má fama, entre você e a fazenda vizinha é certo que o candidato vai optar pelo vizinho.

Como evitar despesas com a rotatividade de pessoal na fazenda

Nesse ínterim, acabar com as despesas decorrentes da rotatividade de uma vez por todas é muito difícil. Por inúmeros fatores, principalmente os pessoais do trabalhador.

Contudo, há uma série de ações que podem ser feitas para evitar a rotatividade de pessoal na fazenda.

A seguir, as ações necessárias para evitar a rotatividade de pessoal na fazenda:

  1. Faça um diagnóstico dos motivos que levam os trabalhadores a ficarem e a saírem da sua fazenda;
  2. Descrever corretamente o cargo no anúncio de emprego para atrair o funcionário certo;
  3. Ofereça benefícios. Vale a pena criar uma política de benefícios;
  4. Criar um ambiente de trabalho agradável, de acolhimento e lazer. Um ambiente que o funcionário tenha prazer em ficar na fazenda;
  5. Dê feedback positivo elogiando quando o trabalho for bem-feito;
  6. Manter uma boa comunicação com os funcionários, sempre esclarecendo as dúvidas e a importância do seu trabalho para a fazenda;
  7. Elabore um plano de cargos e salários, um código de conduta e um regimento interno para deixar as regras de relacionamento clara entre todos;
  8. Incentive os trabalhadores sempre a darem bons exemplos, uns aos outros;
  9. Invista em treinamentos e capacitação dos funcionários;
  10. Quando possível conceda uma jornada de trabalho flexível;
  11. Ajude o funcionário quando ele estiver enfrentando um momento difícil, principalmente quando for financeiro;
  12. Envolva os funcionários nas alegrias e tristeza da rotina de trabalho na fazenda, de modo, a demonstrar que ele faz parte de tudo, inclusive dos impactos positivos e negativos;
  13. Garanta segurança ao respeitar os direitos trabalhistas, previdenciários, de saúde e segurança no trabalho.

Ao contrário do que aparenta são ações simples, entretanto, demanda proatividade.

Em resumo, é necessário agir e acompanhar para fazer as ações acontecerem.

Conclusão

Em síntese, as despesas com rotatividade de pessoal na fazenda impactam de forma negativa no financeiro da fazenda.

Portanto, a depender dos motivos que acarreta a rotatividade de pessoal, tais despesas podem ser impossível do fazendeiro arcar.

Então, cuidar para não só evitar a rotatividade de pessoal, mas também, evitar conflitos judiciais desnecessários.

Os custos de uma fazenda são muitos altos e impactam diretamente do rendimento do fazendeiro.

De modo, tudo o que for capaz de economizar ou evitar despesas, sempre é bem-vindo.

Enfim, planejamento e segurança jurídica no gerenciamento de pessoas reflete de modo positivo no lucro da fazenda.

Vocês perceberam como fazer o certo sempre, com segurança jurídica e ética pode salvar a sua fazenda de um prejuízo financeiro?

Em resumo, está claro que uma correta gestão de recursos humanos pode fazer a diferença, entre ter ou não um prejuízo financeiro?

Que tal aprender a planejar estrategicamente a área de recursos humanos da sua fazenda? Venha participar do Desafio Planejamento do RH da Fazenda.

Para saber mais clique aqui.

Deixe uma resposta